VOCÊ COSTUMA DEIXAR TUDO PARA DEPOIS?

  • 0

VOCÊ COSTUMA DEIXAR TUDO PARA DEPOIS?

Categoria : Noticias

 

Motivação é importante, mas disciplina é essencial para não procrastinar.

Diante de um mundo que gira cada vez mais rápido, é muito normal enchermos nossa cabeça de conhecimento, informação e afazeres desnecessários. Isso acontece com todo mundo e não tem como evitar, afinal, consumimos informação o tempo todo. Antigamente a sua mãe comprava alface no mercado, hoje você precisa decidir se quer a alface crespa, lisa, americana ou orgânica (e por aí vai). Com tanta informação entrando e saindo das nossas mentes, é comum procrastinarmos.

Mas o que motivação e conhecimento têm a ver com procrastinação? Um dos fatores pelo qual procrastinamos é o excesso de decisões que precisamos tomar constantemente.

Sua mãe não procrastinava na hora de comprar alface, mas eu já vi pessoas perdendo 10 minutos olhando para os diversos tipos destas folhas na prateleira do supermercado. Então, é muito comum, com todo esse excesso de informação e conhecimento, irmos deixando as tarefas de lado por diversos motivos, entre eles a preguiça de escolha. Quando procrastinamos, começamos a colocar a culpa na motivação.

Quem nunca disse algo como: “Ah, agora não estou muito a fim de fazer isso? Não me sinto inspirado”? Uma vez ouvi uma frase que dizia: “inspiração é levantar da cadeira (ou sentar, se for o seu caso e fizer parte do seu trabalho) e produzir”. A ideia de acreditarmos que precisamos constantemente da motivação é realmente acharmos que a definição da palavra, motivo + ação, deve ser levada ao pé da letra. Bom, ela deve sim, mas com propósito e prioridade.

MOTIVAÇÃO ACABA, DISCIPLINA NÃO

Do que adianta eu ter motivos para tomar uma ação, se toda vez que tenho uma tarefa que não quero fazer preciso constantemente me lembrar dos meus sonhos, objetivos e do mundo maravilhoso que busco? Uma hora tudo isso perde o sentido. O grande segredo que descobri “batendo a cara” constantemente em tentar me motivar foi que a motivação não me ajuda em nada e acaba me fazendo procrastinar mais ainda.

E isso não é culpa dela, coitadinha, é minha culpa, é nossa culpa. Usamos tanto a motivação que uma hora ela se desgasta depois de tanto nos apoiar, pois fica cansada. Ainda assim colocamos a culpa nela por não nos ajudar quando precisamos. Já a disciplina, ela, sim, pode fazer muito por você.

Provavelmente você já deve ter ouvido falar do livro Fora de Série (Outliers. Ed. Sextante), de Malcolm Gladwell. Se ainda não conhece, aconselho que leia. Nesta obra o autor cita que para termos sucesso em algo precisamos dedicar pelo menos 10.000 horas de esforço naquela função ou tarefa. Isso dá cerca de 8 horas por dia, durante quatro anos.

Eu discordo e concordo com o autor. Discordo do fato de termos que levar tanto tempo dedicados a uma única tarefa, pois é possível encurtar e muito esse tempo e ficarmos realmente bons em algo. Mas concordo com o fato da dedicação.

Os Beatles, antes de chegarem ao auge da fama, passaram mais de 5 anos tocando todos os dias em bares e boates até conseguirem criar um estilo próprio e tocarem muito bem juntos. É claro que eles tiveram dias nos quais não queriam ter ido tocar, mas foram mesmo assim.

DISCIPLINA X MOTIVAÇÃO

A disciplina é um sistema recorrente. Sabendo exatamente quais são suas prioridades na vida e seus desafios (e eu não disse sonhos), você continuará firme e forte. Mesmo que não queria fazer alguma tarefa, a executará mesmo assim. A motivação é algo que vai lhe empurrando, tentando lhe puxar aos poucos, e quando ficamos dependente dela, ficamos dependentes do destino e na mão da vida.

Mas como cultivamos a disciplina? Simples, começando com coisas pequenas, com o que se consegue lidar e aos poucos ganhando impulso e criando rotinas que irão levar mais perto de cada sonho. Isso é conquistado por meio da criação de hábitos diários e recorrentes. Não deixe sua vida na mão da motivação!

 

Fonte:

http://www.personare.com.br/voce-costuma-deixar-tudo-para-depois-m6917