Automassagem para combater estresse

  • 0

Automassagem para combater estresse

Categoria : Noticias

Dicas ao alcance das suas mãos para relaxar hoje mesmo

 

É possível que a massagem tenha sido o primeiro ato terapêutico da história humana, lá em nossos primórdios, quando a primeira criança caiu enquanto tentava dar seus inexperientes passos e foi instintivamente acariciada por sua mãe.  Na famosa “Tumba do Médico” em Saqqara, no Egito, há uma pintura famosa datando de 2.330 a.C. na qual duas figuras aparecem massageando os pés e as mãos de dois pacientes. Nos hieróglifos que legendam a cena um paciente diz “Não me machuque!”, ao que o terapeuta responde: “No fim você me agradecerá.”

Uma definição moderna para a massagem, de 1950, a situa como o movimento das mãos praticado na superfície do corpo vivo com um objetivo terapêutico. Pode ser usada com objetivo de reduzir dores, combater o estresse, drenar líquidos e provocar melhora na circulação e no relaxamento dos músculos.

Todos esses benefícios refletem problemas muito presentes em nossas vidas. O passar do tempo trouxe para a humanidade inestimáveis avanços tecnológicos, indissociáveis de doses cavalares de estresse e, acompanhados silenciosamente por uma carência de toque, nem sempre consciente, mas cada vez mais universal. O homem moderno carece de autoconhecimento, de entendimento das relações do seu corpo com o meio.

Automassagem como forma de atender aos pedidos do seu corpo

Nesse sentido, a participação ativa de cada um na evolução da própria saúde só tem a se beneficiar com a prática simples da automassagem. Em culturas orientais, que valorizam mais o autoconhecimento, algumas técnicas de automassagem são amplamente conhecidas pela população, ensinadas em escolas e hospitais e incentivadas como fonte de saúde.

Para praticar a automassagem, o ideal é buscar um espaço de tempo confortável e um local onde não haverá interrupções, sem poluição sonora, com iluminação agradável e que proporcione um posicionamento confortável. Esse roteiro inicial simples pode ser seguido:

  • 1 Sente-se com a coluna ereta, de olhos fechados, trabalhando a percepção do ambiente, seus sons, cheiros, temperatura, brisa do ar etc.. Concentre-se na respiração, assumindo o controle sobre ela. Após alguns minutos, abra os olhos aos poucos e torne a perceber o ambiente.
  • 2 Comece, então, energizando suas mãos, friccionando as palmas, de modo que ao colocá-las frente a frente, tenha a sensação de um volume entre as mãos. Não há necessidade de utilizar cremes ou óleos, salvo em indivíduos com muitos pelos.
  • 3 Com as mãos energizadas, comece a aplicá-las por todo o corpo, concentrando-se em pontos mais tensos ou doloridos, energizando-os com o movimento e a concentração mental. Comece pela cabeça, trabalhe o rosto, a nuca, descendo pelo pescoço em direção aos ombros e tórax, seguindo pelos braços ou tronco abaixo, massageando abdome, região lombar, baixo ventre e períneo. Finalize massageando região glútea, coxas, pernas e pés, cruzando a perna sobre o joelho oposto.
  • 4 Encerre sua sessão com uma boa espreguiçada, alongando assim seu corpo todo.

Adote essa rotina com a maior frequência possível, pelo menos uma vez por semana. Observe ao longo das semanas como o seu corpo responde a diferentes períodos de estresse e calmaria, como ele cede ao estímulo das suas próprias mãos, como ele se comporta em outros momentos no dia da massagem: dormiu melhor? A digestão foi mais fácil? O estresse incomodou menos? As dores foram menos frequentes?

Aprenda a se escutar e atender aos pedidos do seu corpo, mas não se esqueça de buscar ajuda e orientação profissional sempre que julgar necessário.

 

Fonte> http://www.personare.com.br/automassagem-para-combater-estresse-m5979