Author Archives: Prestomed

  • 0

Por que as picadas de insetos coçam? Saiba como se proteger nesse verão…

Categoria : Noticias

Verão é sinônimo de sol, praia, chuva, e também de mais mosquitos e,
consequentemente, muita coceira. Mas, por que uma minúscula picada de
pernilongo ou borrachudo é capaz de provocar tanto efeito?
Como explica Ricardo Lourenço, pesquisador do Instituto Oswaldo Cruz da Fiocruz,
a saliva dos insetos é composta por um coquetel de proteínas –anticoagulante,
vasodilatador, antiplaquetário– que facilita a absorção do sangue, mas acaba
provocando uma reação alérgica em seu alvo (que no caso é você ou eu). “O que
varia entre um inseto e outro é a quantidade dessas proteínas”, afirma.
Outra diferença entre as espécies de insetos comuns no verão, de acordo com o
especialista, está na forma como eles bebem o sangue. Enquanto o pernilongo usa
o bico como uma espécie de agulha para chegar até o sangue, o borrachudo e o
maruim (mosquitinho do mangue), como têm o bico curto, rasgam a pele. “É
justamente por isso que as picadas de borrachudo e maruim irritam e inflamam
mais.”
A reação alérgica causada pelas picadas varia de pessoa para pessoa, como alerta
Cristiana Abdalla, dermatologista do Hospital Sírio Libanês. Há pessoas que nem
sentem nada, mas outras apresentam coceiras, vermelhidão e até inchaços no
local da picada. O normal é que as coceiras se prolonguem por até cinco dias.
Ela recomenda a visita a um médico em casos extremos. “Se você perceber que a
sua reação à determinada picada saiu do habitual, vale procurar ajuda de um
especialista.”
Isso porque, em casos mais graves, é possível que uma simples picada de inseto
cause um choque anafilático, uma reação alérgica que dificulta a respiração, causa
náuseas, vomito, tontura, sensação de desmaio, suores intensos e aumento dos
batimentos cardíacos. “Não são comuns, mas são possíveis”, destaca Lourenço.

Pode coçar?

Quem já foi picado sabe o quanto a coceira pode ser incontrolável. A notícia é que
coçar está liberado, de acordo com Abdalla. “A coceira é um mecanismo de defesa
e coçar pode aliviar um pouco o incômodo, mas cuidado. Certifique-se que está
com as mãos limpas e evite usar as unhas para não irritar ainda mais a pele ou
causar feridas, que podem ser a porta de entrada para uma infecção secundária.”
Há quem use cremes de cânfora, limão, aveia, vinagre e até amaciante de carne ou
mel para aliviar a coceiras. Mas não há nenhuma comprovação científica de que
essas dicas caseiras realmente ajudem a sanar o incômodo. Portanto, segundo
Lourenço, é melhor evitá-las para não correr o risco de intensificar o processo
alérgico ou até gerar um segundo problema.
O pesquisador do Instituto Oswaldo Cruz recomenda a boa e velha compressa
de gelo, que “diminui o processo inflamatório, a sensação de coceira e a
vermelhidão”. A medida é paliativa.
Cuidados preventivos
O importante mesmo é investir nos cuidados preventivos, destaca Lourenço. Isso
porque, segundo ele, os insetos não só causam doenças, mas também são
transmissores de muitos vírus e parasitas. “Além de causarem a reação alérgica,
são potenciais transmissores de dengue, zika, chikungunya, febre amarela, malária,
leishmaniose e filariose”, ressalta o pesquisador.
A dengue, a zika e a chikungunya estão presentes em todo o território nacional. Já
a epidemia de febre amarela atinge 21 Estados (todo Norte, Centro-Oeste, Sul e
Sudeste, mais o Tocantins, a Bahia e o Piauí). “A filariose é mais comum no Norte e
em partes do Nordeste, enquanto leishmaniose se desenvolve com mais frequência
nas áreas de Mata Atlântica, principalmente Rio, São Paulo e Espírito Santo”, cita
Lourenço.
A recomendação é o uso de repelente, roupas compridas, mosquiteiros ou
telas.
Contar com a sorte, não é uma boa saída, já que todos estão sujeitos a picadas de
insetos infectados ou não. “É claro que existem pessoas que atraem mais os
insetos do que outras. Mas isso não tem nada a ver com o sangue e, sim, com a
composição das moléculas, influenciadas também pelos hormônios, que formam os
odores do suor e do chulé”, aponta o pesquisador.
Segundo ele, as roupas mais escuras também atraem mais os mosquitos.

Fonte: https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2017/11/21/por-que-as-picadas-de-isentos-cocam-saiba-como-se-proteger-nesse-verao.htm

 


  • 0

Ovo Faz Mal Para o Fígado?

Categoria : Noticias

O fígado é um órgão extremamente importante para o nosso organismo. Afinal, ele é a maior glândula que existe no organismo humano, oferece suporte a praticamente todos os outros órgãos do corpo e não é possível para uma pessoa sobreviver sem que ela tenha um fígado saudável.

Além disso, ele é responsável pela produção de uma substância chamada bile, que é necessária para a digestão de gorduras. O fígado também atua na desintoxicação do sangue para a eliminação de substâncias prejudiciais como álcool e drogas e no armazenamento do mineral ferro e de algumas vitaminas.
O órgão trabalha ainda no armazenamento de glicose, na conversão do açúcar armazenado em açúcar funcional nos períodos em que os níveis de glicose estão abaixo do normal e na decomposição da hemoglobina, da insulina e de outros hormônios.
O fígado também converte a amônia em ureia, algo descrito como vital para o metabolismo, e atua na destruição dos glóbulos vermelhos velhos.
Será que é verdade que o ovo faz mal para o fígado?

“Leia Mais”

  • 0

10 Receitas de Suco de Laranja com Limão – Benefícios e Como Fazer

Categoria : Noticias

A laranja e limão são duas frutas cítricas muito comuns e utilizadas na culinária brasileira para diversos preparos, como temperar saladas, base de molhos, para marinar frango e peixes, caipirinhas e outros drinks e sucos, claro!

O suco de laranja é um dos mais consumidos no café da manhã e uma limonada refrescante sempre cai bem em um dia de calor. Já pensou em combinar essas duas frutas em um único suco de laranja com limão? Muitos são os benefícios que resultam dessa combinação.
Ambos são extremamente ricos em vitamina C, que favorece a formação dos dentes e ossos, ajuda a prevenir doenças do coração, gripes e resfriados, além de fortalecer o sistema imunológico, ajudar no funcionamento dos glóbulos brancos no sangue e combater doenças infecciosas.
O consumo dessas frutas contribui para a redução de risco de várias doenças. A laranja pode ajudar a combater crises de enxaqueca e reduzir a febre, enquanto o limão ajuda a tratar a asma, combater azia e enjoo e prevenir gripes e resfriados.

 

Se você quer aproveitar os benefícios do consumo dessas duas frutas para aumentar a imunidade do seu corpo, bem como reduzir medidas, confira abaixo como fazer receitas de suco de laranja com limão e outros ingredientes. Bom preparo!

 

Dicas
Importante ressaltar que a utilização de frutas e verduras orgânicas é sempre o mais recomendado.
Além disso, prefira por utilizar o sumo das frutas frescas, ao invés de sucos prontos.
Beba logo após o preparo para se beneficiar de todas as suas propriedades nutricionais.

 

1. Receita de suco de laranja com limão
Ingredientes:

2 copos de água;
2 limões;
3 laranjas;
adoçante a gosto;
gelo a gosto.
Modo de preparo:
Esprema o sumo das laranjas e limões. Leve para bater no liquidificador com a água e adoçante. Adicione gelo a gosto e sirva em seguida.

“Leia Mais”

  • 0

Sofrimento por estar longe do smartphone é um problema crescente em todo o mundo

Categoria : Noticias

Você sabe o que é a Nomofobia? O termo significa o desconforto ou angústia causada por estar sem acesso à comunicação por meio de smartphones ou computadores. E, de acordo com a ciência, esse problema vem crescendo em todo o mundo, preocupando, desde já, a comunidade médica.

“Leia Mais”

  • 0

Tremedeira e rosto vermelho: por que temos essas reações após o exercício?

Categoria : Noticias

Quando acabamos de treinar, o cansaço pode aparecer e, com ele, outras sensações estranhas também. Quem nunca sentiu tremedeira, ficou sem conseguir respirar ou precisou correr para o banheiro? Além da queima normal de uma aula de ginástica intensa, seu corpo acaba reagindo de diversas maneiras. Mas não se assuste, tudo tem uma explicação e seu corpo está bem.

1.Rosto vermelho

“Leia Mais”

  • 0

Estudos controversos sugerem que quem bebe café vive por mais tempo

Categoria : Noticias

Bebedores de café, regozijem-se. Dois novos estudos estão ligando nossa bebida quente favorita a uma menor chance de morrer por doenças cardíacas, câncer, acidente vascular cerebral e muito mais. Então, isso significa que podemos começar a beber café com de forma imprudente? Falamos com especialistas para descobrir, e, de forma não surpreendente, a resposta é complicada.

 

Pessoas que bebem café parecem viver mais, de acordo com um par de estudos publicados nesta segunda-feira (9) na Annals of Internal Medicine. Os estudos — que envolveram centenas de milhares de participantes em um conjunto diverso de grupos étnicos — mostraram que as pessoas que bebem pelo menos uma xícara de café ao dia eram 12% menos propensas a morrer de condições como doenças cardíacas e câncer. Esse efeito saltou para 18% entre as pessoas que consumiam duas a três xícaras por dia. Importante apontar, essas associações eram verdadeiras para os participantes que bebiam café com cafeína ou descafeinado, o que parece implicar que a cafeína não tem nada a ver com isso.

“Leia Mais”

  • 0

Ficar com rosto paralisado é mais comum do que se imagina. Saiba o que pode provocar a paralisia de Bell

Categoria : Noticias

Imagine acordar de manhã e perceber que metade do seu rosto está paralisado. A maioria das pessoas poderia pensar que se trata de sonho ou até mesmo de um AVC (acidente vascular cerebral), mas a condição é mais comum do que se pensa e pode acontecer com qualquer um. O vice-coordenador do departamento científico de doenças do neurônio motor da Academia Brasileira de Neurologia, Marco Antonio Chieia, explica que a paralisia de Bell é uma reação à inflamação no nervo facial. Em 75% dos casos, as causas são desconhecidas.

“Leia Mais”

  • 0

Aprenda a Diferença entre gripe e resfriado

Categoria : Noticias

 

Resfriados possuem sintomas leves, como pouca ou nenhuma febre, espirros e coriza, que não comprometem o estado geral do paciente. Já a gripe, causada pelos vírus influenza, é uma doença com sintomas mais graves, como febre alta, fadiga e comprometimento respiratório.

“Leia Mais”

  • 0

  • 0

Analgésicos aumentam risco de infarto, diz estudo

Categoria : Noticias

Um estudo publicado no periódico científico BMJ, confirmou o que estudos anteriores já haviam sugerido: medicamentos utilizados para combater dores e inflamações podem colocar em risco a saúde do coração. A pesquisa apontou que o uso dos anti-inflamatórios não-esteroides, conhecidos pela sigla AINEs, como diclofenaco, ibuprofeno, naproxeno e celecoxibe está associado a um aumento de até 53% no risco de infarto.

O novo estudo, realizado por pesquisadores canadenses, finlandeses e alemães, revisou sistematicamente pesquisas realizadas anteriormente envolvendo mais de 446.000 pessoas com idade entre 40 e 79 anos, entre as quais mais de 61.000 tiveram ataques cardíacos.

“Leia Mais”